quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Emprego x Relação

Uma cena que me chama a atenção toda vez que assisto O Diabo Veste Prada é quando um dos assistentes de moda fala pra personagem principal que quando o relacionamento da gente está em crise, é sinal de que estamos em ascenção na vida profissional. Término de relação? Promoção certa no cargo. Se isso é regra ou balela, não sei, mas garanto que é bem menos irreal do que se imagina. Não só pela questão do tempo, mas pelo foco. Infelizmente, por mais que uma mulher consiga dar conta de mil coisas ao mesmo tempo, alguma delas acaba saindo errado, ou pelo menos com menos perfeição do que poderia. Com a bem/maldita idéia de que ninguém é perfeito, aí mesmo que as pessoas se perdoam quando as coisas não saem tão bem quanto poderiam, ou deveriam. A gente sabe que tem capacidade pra fazer melhor, ou sabe que podia ter tentado mais, mas pra quê? Ninguém é perfeito, por mais inteligente que seja, ou por mais talento que detenha. Pra mim, falta de foco é o nome mais apropriado para a "falha". Claro que a gente sempre consegue um equilíbrio, e dependendo da dedicação, pode ser um equilíbrio mediano, cansativo ou "quebra-galho". Pode parecer piegas, mas a compreensão, principalmente nessas horas, é fundamental. Na falta dela por parte de terceiros, a gente vira cinco e vai à luta, colocando nos classificados amorosos do google um carinha compreensivo, que entenda essa nossa jornada maluca. Eu prometo (tentar) entender a dele.

3 comentários:

esparadrapo disse...

será que voce leu meu comentário anterior? será q está me ignorando? dúvida cruel. grande beijo.

Nando disse...

Compreensão, Nina. Se o mundo fosse mais compreensivo. Pelo menos 1 guerra mundial não teria existido.

Se as pessoas fossem mais compreensivas, agora eu estaria casado e morando na Praia do Flamengo (cheio de filhos e dívidas!) hahahahahaha

Alice disse...

Foco, é tudo.

Postar um comentário