quarta-feira, 16 de maio de 2012

A gente aprende

Chega uma hora que a gente aprende, não tem jeito. O tempo passa e vai levando as lembranças. Vai mudando a rotina e desenhando novos dias. O tempo passa e a saudade passa junto, mesmo que seja machucando durante boa parte do percurso. O amor vai ficando por aí, junto com raivas, mágoas e tanto arrependimentos. A gente pensa no "se", no "talvez" e em tudo que poderia ter vivido, se tentasse só mais um pouco. Mas uma hora a gente aprende.

E vai levando porque as coisas já passaram. Não conseguimos mais protelar o sofrimento, que só parece costume porque passou e nem vimos direito quando. Já não importa mais o dia que acabou o fio de esperança e a vontade de criar recomeços. Tem uma hora que a gente simplesmente não se importa mais com pedaços que foram nossos um dia, e já não precisa aceitar - só entende que acabou. Uma hora a gente aprende a enxergar o ponto final.

A gente gostaria de dizer que ainda sobrou amor. Que restam palavras engasgadas e coisas que talvez você nem eu saibamos. Mas um dia a gente aprende que o fim pode doer, mas dói muito menos que a dor do incompleto. Histórias que nunca parecem ter fim costumam esconder mais desvios do que certezas. E um dia a gente aprende que pode não escolher quando se apaixona, nem por quem, mas que dá pra sair de caminhos fadados ao fracasso.

A gente aprende, não tem jeito. Uma hora conseguimos entender que as histórias acabam e que tudo é um ciclo. É preciso ter consciência  de que sempre vai existir um fim, e ele vai doer, mas vai passar. Tudo se transforma, e aquele carinho que você achou que nunca chegaria para ficar no lugar do amor já está mais do que presente. A gente nega porque no fundo é realmente triste ver que o pra sempre não é bem aqui, nem agora. A gente nega mas aceita, porque um dia aprende que nada é mais certo do que um novo começo, quando esse ciclo antigo chega, finalmente, ao fim.

Um comentário:

Sentimentos Nu disse...

Olá Nina, gostei muito do seu blog.

Postar um comentário