quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

A coluna que eu escrevia no Faz Sentido

Acho que uma das coisas mais irritantes de terminar um namoro é ter que contar pros outros.

- E aí, Nina, cadê o marido?

- Terminei.

- Ahhhh, mas por quêeeeeeeee?

- Ah, várias coisas...

Um cocô. Primeiro porque não é pra todo mundo que você tá a fim de contar, ainda mais historinha triste (ou não). E segundo porque parece que o mundo conspira pra que o período chato de fim de namoro dure 896 vezes mais do que deveria. Contando por alto, eu devo ter relatado minha última aventura nada feliz umas 12.347 vezes, e isso porque eu terminei não tem nem 3 semanas. OK.

E se contar pros outros é ruim, espere pra falar com a pessoa que já sabe de tudo pela segunda vez.

- E aí, cê tá bem?

- Tô ótima! E você?

- Ai, que bom... Tô tão preocupado...

CARALHOS DE ASAS ROXAS. Pessoas do meu Brasil: se a relação acabou, por maior que tenha sido o barraco, briga, estresse ou simplesmente 'caiu na rotina', acreditem - a pessoa pode estar melhor assim. Por mais que doa, que ela esteja sofrendo, uma hora vai ver que passa. Simples. Que se preocupem, ok, faz parte. Porém, MENOS. O mundo da gente acaba quando a relação vai pro brejo, mas as pessoas se recuperariam MUITO mais rápido se vocês perguntassem menos, ou mudassem o teor da pergunta.

- E aí, Nina! Tudo em cima?

- Tudo ótimo!

- Que bom, cara. E aí, qual a boa?

Por mais que a pessoa esteja na merda do rato, o ânimo dela subiu 4% com esse início de conversa. E se vocês são amigos mesmo, ela vai te procurar pra conversar quando tiver precisando, não é preciso forçar a barra.

Conselhos da Tia Nina Parte I.

2 comentários:

Gustavo disse...

Pode cre, mó saco ter q ficar respondendo pq acabou e tal.. por isso q nunca nem perguntei.. hehehe
Mas e ai, qual é a boa do findi?
Bjo querida !

Rodrigo disse...

A melhor resposta é "Não tava dando certo".
Se insistirem, manda o clássico "Muito stress".
E se insistirem de novo, diz que prefere não falar disso hehe

Realmente é um saco ficar falando e falando sempre a mesma coisa.

Beijo.

Postar um comentário