segunda-feira, 4 de maio de 2009

Você não sente falta?

Vai dizer que você não pára pra pensar na falta que faz aqueles tempos? Ah, como eram bons, e você achava que sabia, mas hoje percebe que subestimava algumas coisas. Hoje você sente como fazem falta aquelas dúvidas quanto a perguntas, que hoje você não só sabe as respostas como assiste a experiência dos outros e ri sozinho, lembrando da sua vez. Vai dizer que não sente falta da inocência, do coração machucadinho mas nossa, beeeem menos machucado do que hoje, do que você. Às vezes você chega a pensar que nem feridas eram, mas arranhões. Pouco sangrava. Hoje você até fisioterapia cardíaca fez depois do tanto que já passou.

Vai dizer que você não sente falta de não ter nada pra sentir saudade? Estava tudo ali, ao alcance dos seus dedos, dos seus olhos, estava ali na sua lista do Orkut. Você sabia que sentiria falta daqueles dias, mas não tinha idéia que era tanto assim, que seria tão cedo nem que saudade não tinha cura. A gente até mata, quando revê aquelas pessoas, visita aqueles lugares, ouve aquelas músicas que decorou. Mas e o tempo, que não volta mais? Aquelas pessoas mudaram, cresceram, e já não são mais as mesmas. Os lugares ficaram mais modernos, claro - o tempo não pára. Só as músicas, mas tinham todo um sentido mais legal que nostalgia.

Não mente, você sente falta daquelas conversas, dos planos pro amanhã que nunca chegou. Você tinha tantos sonhos, vôou tão alto que esqueceu daquela velha história de quanto maior o vôo, maior é a queda. Esqueceu da história, mas sentiu ela na pele. Deu de cara. De cara no chão, de cara com a parede, seu burro teimoso. Todo mundo sempre me avisou pra não viajar demais. Faça planos, mas tenha sempre um plano B. Eu nunca tive um plano B. Meu plano era um só, e você tinha que estar nele. Mas você não estava e o que resta, o que é que fica? A gente fica no caminho de quem vai e nos deixa pra trás.

Ah, mas a gente supera. Sente falta, no começo sente uma falta imensa todos os dias. Dos sorrisos, das viagens físicas ou não. Mas supera. Porque muitas pessoas nos deixaram pelo caminho de suas vidas, mas quantos de nós já parou pra pensar em quantas pessoas NÓS deixamos pelo caminho das NOSSAS vidas? Quantas pessoas não lêem este mesmo texto enquanto você pensa em São José dos Campos, nos tempos de escola, de faculdade, daquele relacionamento, e ele pensa em você?! Nunca se sabe, ué. Você não sente falta? Ele também.

Um comentário:

Tonin disse...

Ninoca,
Adoro a sinceridade e intensidade de seus textos.
Nnao tem como te seguir não?
(Tipo seguidores???)
bjosss

Postar um comentário