sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

E depois (2012)

E depois de tanto tempo
E depois de tanta gente
Confesso que não esperava
Não assim, de repente
Aparecer alguém que me mudasse o pensamento

Não tô apaixonada
Nem nada
Mas acho que voltei a sentir
Coisa que já não fazia
Há tempos alguém não me confundia
Nem trazia
Sentimentos

Pode ser que não seja nada demais
E nem me preocupo muito com isso
Só que é boa essa sensação
Essa ausência de vazio

É como se houvesse esperança
Depois do temporal, a bonança
A volta do frio na barriga
Mas não deve ser amor...
Ou seria?

Nina Lessa

Um comentário:

Cleiton disse...

saudade... Vem á tona derrepente momentos vividos que não voltarão mais... `:-(

Postar um comentário