segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Não amar é lindo

O amor é lindo, mas não amar também é. Quando uma relação acaba, mas o amor continua, o que a gente mais espera é pelo dia desse sentimento sumir. Já não dá mais para ir e voltar um namoro acabado. As brigas são mais comuns que os beijos e fazer as pazes não tem a mesma graça de antes. A vontade de estar junto não supera a falta de confiança e vive-se um inferno, aquilo que deveria ser a coisa mais esperada do dia. Espera-se pelo fim do amor.


E demora. Qualquer sentimento que é forte, que criou raízes e construiu histórias, demora para finalmente acabar. A esperança de que as coisas vão se acertar é a última a morrer, antes do amor. Esperamos que tudo mude e que já não era sem tempo de acharmos o amor da nossa vida. Esperamos uma ou outra cena de filme acontecer na vida real; as palavras certas e pronto: ainda amar vai ter algum propósito. Mas não acontece nada disso. Que o amor acabe, então.


Não amar é lindo, tanto quanto quando o amor acontece. Amar tem que ser correspondido, de todas as formas. Tem que fazer sentido, mais do que trazer dúvidas. Senão, é mais pacífico e menos doloroso quando não há amor. E o amor fica todo do lado de dentro. É de lá que vem a sensação de fracasso quando vemos que não deu certo, mas é de lá também que vem o sorriso de alívio quando percebemos que passou.


O amor é lindo enquanto nos faz feliz. Quando não amar começa a fazer sentido, não tem satisfação maior do que a ausência de sentimento. É quando o coração fica completamente vazio que conseguimos respirar fundo e buscar coragem para escrever uma nova parte da nossa história.



3 comentários:

Babi disse...

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!! rs
Grata pelo espaço! =)

Igor sausmikat disse...

Boa Nina,mandou mto bem!
beijo
Igor
meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter @blogdoigor05

Victor Almeida disse...

Curti, Li, li de novo.
Mandei pros amigos rs.

Show Nina Lessa!
Beijão =D

Postar um comentário