quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

A gente nunca vai saber

Tem coisas que a gente nunca vai saber e precisa aceitar.

A gente nunca vai saber se tentamos menos do que deveríamos, ou se nem apostar uma ficha valeria a pena. A gente nunca vai saber se desistimos muito rápido - nem se demoramos demais pra finalmente entregar os pontos.

A gente nunca vai saber sem perguntar, mas tem medos que existem e são mais fortes do que a gente. Vamos deixar pra lá por orgulho ou autoestima, por doses pesadas de realidade ou simples medo de dar tudo errado, de novo.

A gente nunca vai saber sem tentar, porque tem medo de errar na mão e tentar demais, e tentar de menos, e se arrepender por qualquer uma das decisões. Porque a gente precisa de reciprocidade que a gente nunca vai saber se existe.

A gente nunca vai saber e vai levando; a gente nunca vai saber e vai se questionando. A gente nunca vai saber o que se passa em certas cabeças nem em certos corações, porque a cara e a voz podem estar mentindo.

A gente nunca vai saber de muita coisa nessa vida, e pode existir magia em não saber. Mas tem hora, tem coisa, e tem muita coisa sobre certa gente que a gente vai remoer.

E a coragem de admitir que quer saber?

Um comentário:

Diana Garcia disse...

gostei do que li :) continua! :)
*beijinhos

Postar um comentário