segunda-feira, 1 de abril de 2013

Escolhas


Você não vai acreditar em mim se eu disser que penso no que não fomos. Você vê meu sorriso, acompanha de longe tudo que vim construindo sem você. Você não vai acreditar porque não quer admitir que plantou cada semente do que colhe. Mas eu estou aqui pra te lembrar.

E eu faço questão de te avisar que você sente saudade porque quer. Não está aqui para acompanhar tudo isso que venho fazendo porque escolheu não ficar. Você preferiu ir embora ao invés de ter postura e fazer o que sentia. Agora aceita.

Você não vai acreditar que superei nós dois porque você mesmo ainda não superou. Você se arrependeu e acompanha de perto, fingindo que vem olhando de longe. Já não me importa mais porque depois que passa, a gente não faz mais questão de entender os por quês.

Então aceita que fez suas escolhas e que elas não aconteceram sozinhas. Assume que é isso mesmo - se arrependendo ou não, já está feito. Eu resolvi não voltar mais e pronto, não voltei. Então já que você quis ir embora, o mínimo é que se mantenha andando: chega de olhar pra cá.

2 comentários:

Cleiton disse...

Que bonito Nina! :-)

Com razão, são de nossa responsabilidade os caminhos tomados.


Diego Andrade disse...

fuuuuuuuuuuuuuu, pesado isso

Postar um comentário