segunda-feira, 9 de julho de 2007

O medo de fazer merda

Todo mundo tem. Pode até não parecer, e o medo pode variar de acordo com a ocasião, pode ser maior ou menos, mas a gente sempre tem medo de errar, de tomar uma decisão muito precipitada, ou até de pensar demais e acabar deixando passar a vez. Medo de fazer uma meleca sem tamanho e depois ficar meio tarde pra tentar consertar. Tem quem pense muito antes de fazer alguma coisa, tem quem faz e só vai pensar depois. Eu entro no segundo grupo e confesso não me orgulhar disso muita vezes.

Concordo que tudo na vida a gente tem que pensar nas conseqüências porque toda ação provoca uma reação e, boa ou ruim, pode não ser o que estamos esperando. Minha amiga hoje veio me pedir um conselho porque ela acha que fez merda mas não tem certeza. Como eu disse a ela, se rola a dúvida, pode ser que, mesmo parecendo E MUITO, talvez não tenha sido mancada. 'Ah, mas eu pisei no pé dela'. Ok. Ela pisou no seu antes, e você pisou no dela uma só vez, sem querer, e ainda pediu desculpas. Talvez não seja tão ruim assim.

Falei pra que ela pensasse, e pensasse bem. No sim, no não, no talvez, no hoje e no amanhã. Ficasse carequinha de pensar. Alguma coisa daí tem de sair. Não acho que, quanto mais se pensa, mais dúvidas surgem. Não quando se pensa sobre um mesmo assunto, uma mesma questão/dilema. Acho inclusive que pensar bastante evita de se surpreender com alguma atitude. Pensou-se em tudo então já poderia ser provável daquilo acontecer. Pensa, amiga. Pensa que uma hora a luz vem e você vai dar risada disso tudo.

2 comentários:

A amiga disse...

Acha q fez pra mim?


Nina... acho o seguinte... o titulo do ultimo post define esse seu post de agora...


vc é uma excessao...


Obrigada pelo papo no msn... pelas risadas... pelos conselhos... e por esse post..


agora é tentar pôr em prática, o q uma amiga minha disse: "Pensa que uma hora a luz vem e você vai dar risada disso tudo."


Beijos

Thiago Herculano in Rio. disse...

Primeiramente, ao ler o título desse post pensei que fosse algo relacionado ao medo de defecar em algum sanitário da cidade, mas superado o susto inicial, posso dizer que as vezes pensamos, pensamos, pensamos e pensamos. E quando vamos encarar a situação, ela é totalmente diferente do que esperavamos. Porém eu sou a favor da razão. Contudo quem nunca fez uma merda na vida que atire o primeiro toloto.


E tenho dito cara senhorita Nina.
Até mais ver.

Beijokas na buchechoca (que coisa mais Xuxa...hehehe)

Postar um comentário