quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Na faculdade

Fazer uma faculdade que você tem quase certeza que não é seu sonho de consumo (e diz 'quase' pro seu pai não te arrancar os cabelos da cabeça com pinça, afinal ele tá achando que seu rostinho almeja em muito suceder dona Fátima Bernades) é muito mais difícil do que se pensa. Acordar cedo pra qualquer coisa que seja já não é algo interessante, imagina pra sentar numa cadeira pra aprender algo que em nada te interessa, visto que alguma coisa dentro de você insiste em te convencer que não adianta, seu futuro não é isso?! É foda, meu caro leitor. Hoje eu matei os 6 tempos da manhã porque o sono imperava em absoluto meu ser. Engraçado que nunca me atrasei pro trabalho, e eu acordava mais cedo ainda naquele período... Enfim, quase não interessa não tem jeito. Tô pela primeira vez na aula de computação gráfica, e acho que dá pra perceber meu enorme interesse, né? E olha que eu sempre achei irado aprender a mexer em Corel e Photoshop. Tô numa fase indecisa - desde 2004. Hhuauhauhuhaha. Vida fácil essa de quem sabe o que quer da vida, por menos que pague ou mais concorrida que seja a profissão escolhida. Ao menos sabe-se pro que nasceu, ou sabe-se pro que quer ter nascido, se é que me entende. Eu? Eu sirvo prum monte de coisa, disso sei. Mas sabe quando a gente tenta se ver daqui a 5 anos? Uma vez me perguntaram isso numa entrevista de emprego. Olhei com espanto pra cara da menina do RH e, como não tinha pensado numa resposta pronta, simplesmente disse: "Não sei. Só sei que dar aula eu não quero, e essa vaga é uma oportunidade pra eu me encontrar em algo que ainda não conheço." Se foi isso ou não, até hoje não sei, mas me ligaram dois dias depois da entrevista me dizendo que eu passei. E ainda me falam pra não ser sincera sempre... Até hoje fui na maioria das vezes, mesmo sabendo que 80% das pessoas prefere uma mentirinha bonitinha. Eu gosto da verdade, por mais feia que ela seja. É por isso que possuo as melhores pessoas ao meu redor.

Ao meu redor, leia-se em quem confio. Não necessariamente pessoas que fazem parte do meu convívio, se é que entende, e eu acho que entende, senão não vinha me ler sempre que pode...

3 comentários:

Natalia Lopes disse...

Eu te entendo.. passei por isso. Primeiro antes de entrar pra facul, prestei de medicina a jornalismo, passando por farmácia, biologia e comércio exterior.

Acabei nesse último e muitas vezes eu achei que estava no lugar errado... mas terminei o curso e hoje, apesar de não trabalhar na área, eu estou satisfeita da minha formação.

Anônimo disse...

Não só te entendo com passei por isso, fiz economia, psicologia, hotelaria, e me formei em Adm e Marketing. Mas posso te dizer não sei se era isso que queria, tanto que estou pensando em fazer uma nova facul, ou pós sei lá. hehehehe... Acho que um dia isso passa!

Negão disse...

TchÊ olha, eu acho que a grande maioria passa por isso, eu mesmo sou um deles to com 24 anos e to no 4 semestre do curso de letras, eu já era pra estar no oitavo, e mesmo depois de ter dado aula e não me vejo entrando na sala de aula pra ensinar alguém... A pior parte é que minha facul é de manhã, por tanto fica ruim de achar algum emprego...

PS: Desculpe entrar de sola assim postando, é a primeira vez que eu venho no teu blog :P, vim através do FS =]

Postar um comentário