sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Bem (2005)

Me perguntam como eu tô
E eu digo que tudo bem
Mesmo sem estar
Mesmo chorando
Mesm mentindo
Fingindo até pra mim
Quem sabe não é melhor assim
Deixar quieto
Não mexendo na ferida
Não deixando o peito aberto
Pra achar uma saída
Ou até coisa pior
Porque é isso que dá medo
Se magoar de novo
Só porque foi se entregar um pouco
E deu nisso
Essa fase má
Onde você nunca tá bem
Mas sempre diz que tá
Nessas horas a gente mente um pouco
Não custa nada
Mas hoje não, de verdade
Hoje eu não tô bem, obrigada.

2 comentários:

Cleiton disse...

Legal! Bom, às vezes é diante de um simples desvio em nosso cotidiano que descobrimos que abre-se uma brecha na fortaleza que agente criou contra tudo que nos faz mal. Mas a vida é assim mesmo né. :-(

SPK disse...

:)

Postar um comentário